PT EN

6/11/2021 até 19/02/2022
Jardim Translúcido - Adriana Füchter


A pesquisa desenvolvida por Adriana Füchter nos últimos 2 anos, dialoga com a natureza, a fragilidade e a força de memórias anônimas depositadas em peças de vidro e cristal que a artista adquiriu a partir de leilões, antiquários, brechós ou doações de conhecidos.

Diáfano, translúcido, quase transparente, ligeiramente turvos, coloridos, em formas peculiares e sutilezas de texturas compõe a exposição/instalação Jardim Translúcido, e devolvem uma natureza simbólica as peças vítreas, feita de areia sílica, soda e cal, e aos cristais, formados por areia sílica e óxido de chumbo.

Totens cuidadosamente pensados e construídos incorporam a botânica poética de plantas ficcionais, troncos, cachos e frutos de um jardim quase mágico, criado por apropriação de peças que foram decorativas e/ou funcionais, evidenciando o deslocamento de objetos de uso para o campo da arte. Processo envolvido nos controversos rady-made de Duchamp no início do sec. XX, e nas manifestações que envolvem o objet trouvé, a colagem e a assemblagem.

O gesto de apropriação que carrega a transgressão como experiência, traz à tona um jardim imaginado e agora real onde as coisas não são bem o que são.

Lucila Horn - Curadora



Outras exposições no Instituto:



Newsletter

Cadastre-se e receba novidades.